Skip Navigation LinksSala de Imprensa » Bem-Vindo à Sala Imprensa

Bristol-Myers Squibb | Sala de Imprensa

Seja bem-vindo

Nossas relações com a imprensa são marcadas por um princípio de parceria, norteado pela defesa intransigente da liberdade de expressão e opinião.

ATENÇÃO: A "Sala de Imprensa" é dirigida exclusivamente a jornalistas, não sendo a Bristol-Myers Squibb responsável pelo uso que o usuário vier a fazer com as informações contidas na seção. Para mais informações acesse a Política do Site no rodapé desta página.

Releases nacionais

Lista

maio 23, 2013

Bristol-Myers Squibb lança tratamento inovador para melanoma avançado previamente tratado

Yervoy (ipilimumabe) é a primeira imunoterapia que demonstrou aumentar significativamente a sobrevida de pacientes com esse tipo de câncer

A Bristol-Myers Squibb traz ao Brasil o Yervoy (ipilimumabe), um medicamento inovador para pacientes com melanoma avançado (em sua fase metastática ou inoperável) que já tenha sido tratado previamente. Yervoy é o primeiro medicamento capaz de aumentar significativamente a sobrevida destes pacientes, agindo por meio de um mecanismo de ação único que estimula o sistema imunológico a combater o câncer.
O ganho de sobrevida de longo prazo foi constatado em um estudo internacional único, realizado com 676 pacientes com melanoma. Neste estudo clínico de fase III, todos os pacientes já se encontravam em fase de metástase, ou tinham tumores que não podiam ser removido cirurgicamente, e já haviam recebido outras drogas para o tratamento da doença. O estudo, publicado no New England Journal of Medicine, demonstrou que a taxa de sobrevida em um ano com Yervoy foi de 46%, enquanto que para os pacientes do grupo controle (que utilizaram a vacina gp100), a taxa de sobrevida foi de 25% no primeiro ano. No segundo ano, a taxa de sobrevida com Yervoy foi de 24% e com o grupo controle (gp100) de 14%. Assim, Yervoy demonstrou praticamente o dobro de aumento de sobrevida em relação ao controle nas taxas observadas em 1 e 2 anos. Nenhuma outra terapia para o melanoma avançado havia demonstrado ganho estatisticamente significativo em sobrevida em estudos de fase III – estudos comparativos com grande número de pacientes.

No Brasil, 15 pacientes participaram dos testes clínicos do Yervoy e cerca de 500 receberam o medicamento por meio do Programa de Acesso Expandido – regulamentado pela Anvisa, Agência Nacional de Saúde - que permite a disponibilização de medicamento ainda experimental a pacientes elegíveis. Yervoy já é comercializado nos Estados Unidos com a aprovação da agência reguladora daquele país, o FDA (Food and Drug Administration), desde março de 2011. No Brasil, o tratamento se tornou disponível em março de 2013.

“Yervoy tem um mecanismo de ação único. Ele é um poderoso estimulante do sistema imune, tornando-o mais ativo para combater o melanoma”, afirma Antonio Carlos Buzaid, chefe geral do Centro Avançado de Oncologia do Hospital São José, um dos centros mais renomados de oncologia no Brasil. “O medicamento demonstrou aumentar significativamente a sobrevida de longo prazo dos doentes. Uma de minhas pacientes, que participou do estudo clínico para melanoma, está bem há mais de quatro anos”, afirma.

O lançamento de Yervoy reafirma o compromisso da Bristol-Myers Squibb em oferecer medicamentos inovadores que atendam às necessidades de pacientes com doenças graves, como o melanoma em estágio avançado, uma doença para a qual nas últimas décadas não havia um medicamento que pudesse comprovadamente mudar seu curso natural”, afirma o presidente da BMS no Brasil, Gaetano Crupi. “Com este lançamento a Bristol entra para a história do tratamento do melanoma no mundo, como já fez no passado no tratamento da leucemia e de vários tumores sólidos”, conclui.

O melanoma geralmente tem cura quando é diagnosticado e tratado em sua fase inicial. No entanto, é uma das formas mais agressivas do câncer de pele, e em fase avançada leva a óbito cerca de 75% das pessoas diagnosticadas no período de um ano em todo o mundo.

O tratamento com Yervoy é feito com apenas quatro infusões ao longo de um período de três meses, ao contrário da quimioterapia convencional, na qual o paciente é geralmente tratado com infusões contínuas. O ipilimumabe combate o tumor estimulando o sistema imunológico a reconhecer e a destruir as células de melanoma. Especificamente, Yervoy bloqueia um antígeno dos linfócitos T ativados (CTLA-4, ou antígeno 4 do linfócito T citotóxico), que é um inibidor natural da resposta imunológica. Ao bloquear CTLA-4, Yervoy permite que o sistema imunológico continue atacando as células tumorais.

As reações adversas, quando presentes, também são devidas ao mecanismo de ação do medicamento, que é de estimulação do sistema imunológico. Assim, podem ocorrer reações inflamatórias em diferentes órgãos e sistemas – como a pele (erupções ou prurido), o sistema gastrointestinal (diarréia, colite), o fígado (alterações nos testes de função hepática), o sistema neurológico e endócrino, entre outros. Orientações específicas de tratamento destas reações adversas estão disponíveis na bula do medicamento.

Sobre o melanoma
Segundo dados do INCA, Instituto Nacional de Câncer, o melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e tem predominância em adultos brancos. Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a 25% de todos os tumores malignos registrados no País, o melanoma representa apenas 4% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase. O prognóstico desse tipo de câncer pode ser considerado bom, se detectado nos estágios iniciais. Nos últimos anos houve uma grande melhora na sobrevida dos pacientes com melanoma, principalmente devido à detecção precoce do tumor. De acordo com o órgão, cerca de 6.230 pacientes, sendo 3.170 homens e 3.060 mulheres, foram diagnosticados com a doença em 2012.

Mecanismo de ação
Yervoy usa o próprio sistema imunológico do paciente para combater as células tumorais, aumentando a ativação e a proliferação da célula T, resultando em uma resposta antitumoral do sistema imunológico. Diferentemente dos tratamentos tradicionais para câncer avançado, como a quimioterapia, o ipilimumabe combate o tumor estimulando o sistema imunológico a reconhecer e a destruir as células de melanoma. Especificamente, Yervoy (ipilimumabe) é um anticorpo monoclonal que bloqueia um antígeno dos linfócitos T ativados (CTLA-4, ou antígeno 4 do linfócito T citotóxico), que é um inibidor natural da resposta imunológica. Ao bloquear CTLA-4, Yervoy permite que o sistema imunológico continue atacando as células tumorais.

Sobre a Bristol-Myers Squibb
A Bristol-Myers Squibb é uma empresa biofarmacêutica global cuja missão é descobrir, desenvolver e disponibilizar medicamentos inovadores que ajudem os pacientes a superar doenças graves. A Bristol atua fortemente nas áreas de oncologia, virologia, cardiologia, imunologia, diabetes e sistema nervoso central. Foi considerada, em 2012, a Companhia Global mais Admirada pela Fortune, e ficou em primeiro lugar na lista das 100 Melhores em Cidadania Corporativa, pela revista Corporate Responsability. Ainda foi reconhecida como a empresa com a linha de pesquisa mais inovadora pela R&D Directions, em 2011, e a melhor grande farmacêutica pela revista Forbes. Para mais informações, acesse o site www.bms.com.br ou o twitter @bmsnews.

Informações para a imprensa – Grupo Máquina PR
Lilian Hirata lilian.hirata@grupomaquina.com.br 11 3882-2068
Renata Asprino renata.asprino@grupomaquina.com.br 11 3147-7389

Facebook Twitter DZone It! Digg It! StumbleUpon Technorati Del.icio.us NewsVine Reddit Blinklist Add diigo bookmark

Matérias via RSS | O que é RSS?